Oi gente, tudo bem? Então, pelo título do post eu irei realizar um especial férias com três resenhas de livros direto, uma a cada dia.
Os livros que serão lidos são: Tudo por um pop star, Tudo por um namorado e Tudo por um feriado que é a trilogia de livros da Thalita Rebouças.
Isso vai ser como um desafio rsrs que significa que eu vou ter que ler um livro por dia e realizar a resenha.
Espero que tenham gostado da surpresa de hoje, e fiquem de olho no blog agora em, amanhã vou começar a ler um livro e já vai ser lançada a resenha, Uhul!


Beijinhos e até a próxima! <3

Paula.


Livro: A volta
Autor: Ítalo Ogliari
Editora: 7 Letras
Páginas: 92
Avaliação: 4/5

"Uma história de voltas e retornos, que se modifica, se repete e surpreende, de volta ao ponto de partida. Com uma narrativa incisiva, A volta apresenta a história de um jovem que se encanta por Marina, uma adolescente extremamente simples e comum, como qualquer outra. Menos para ele.
Poderia ser apenas uma paixão platônica, como tantas da fase juvenil, mas este amor marca o início da sua viagem, só de vida e sem volta, rumo à idade adulta.
um empurrão no ônibus, algumas palavras, um beijo, uma partida: os fatos que alteram completamente o rumo da vida do protagonista são os mais corriqueiros, mais triviais. São coisas mínimas que nunca desaparecem e insistem em voltar, e que empurram o personagem para aquele que parece ser o seu destino, num mecanismo absurdo, despido de sentindo. Nessa trajetória de vida, incerta e insólita com todas as outras, ele reveza ingenuidade e desencanto frente aos pequenos nadas que determinam toda a sua existência".

A história de passa do Rio Grande do sul em Porto Alegre.
Bom, o livro nos apresenta um jovem tímido e quieto que se apaixona por Marina, sua colega de aula.
No início do livro, o autor nos relata o que é a vida e como tudo nela o assusta.
Logo depois o jovem entrando no ônibus para ir para casa recebe um puxão pelas costas de seu colega Pedro, um garoto estúpido que faz brincadeiras inconsequentes. O jovem cai no chão e suas vestes se rasgam.
Em meio de soluços e choros, todos começam a rir dele, menos Marina. Marina o ajuda a levantar e o conforta.

"Aquela velocidade absurda, assim como a vida, que nada mais é do que o tempo em uma de suas formas mais cruéis. A velocidade das coisas que passam, que desaparecem e que não voltam, Que se tornam distantes demais para recuperamos".


No dia seguinte, o jovem tímido agradece Marina pela ajuda no dia anterior e quando ia se retirando para comprar um refrigerante no intervalo, Marina pede para ir junto.
Mal eles dão três passos Marina o beija.

O jovem garoto espera até que o próximo dia chegue para poder se declarar para Marina. O dia seguinte chega e Marina não vai a aula. E nem no outro dia, e nem no outro dia, e nem no outro dia.
Passado 31 dias que Marina não vai a aula, o jovem pergunta a uma garota da qual ele não suporta o que aconteceu com Marina. A garota diz que o pai de Marina é dono de uma agência bancária e que iria se mudar para São Paulo com a família.

"E seguiu como era antes. Seguiu como era antes do beijo de Marina: Uma vida pacata, idiota e conformada".

O jovem desesperado, com seu mundo desabando com a partida de Marina, pede uma carona para seu tio caminhoneiro que estava indo para São Paulo. Assim o jovem garoto vai atrás de Marina para saber pelo menos se ela está bem.


Bom gente, o autor consegue transmitir tudo para nós com uma escrita muito clara e isso é um enorme ponto positivo no livro. Ele utilizou palavras inteligentes que me deixaram encantada. O livro todo parece ser composto por poemas do próprio autor por que são frases lindas que eu tive que marcar e depois escreve-las em meu caderno de resenhas.
O livro é surpreendente e a cada página que lemos ele chega com grandes surpresas.

O jovem do livro é realmente muito tímido e isso me irrita, não pelo fato dele ser tímido por que eu também sou rsrs, mas por que ele não consegue se comunicar com Marina e ter coragem de se declarar para ela por causa da timidez.

O final também é muito surpreendente e eu achei que se encaixa perfeitamente com toda a história narrada. Com certeza vocês leitores irão gostar do livro.

O livro se passa em Porto alegre e isso me deixou animada por que eu li poucos livros que se passam no Rio Grande do Sul e eu amo Porto Alegre, estou sempre indo lá no gasômetro tomar chimarrão olhando o pôr do sol e é tudo muito lindo.
Eles também passam por Canoas, Gramado e São Paulo.

O divertido de tudo é que eu li o livro por base de uma recomendação de meus pais e logo depois de terminar o livro e dizer a eles que eu gostei eles me disseram que o autor é professor de faculdade deles e eu fiquei super animada e louca para conhece-lo e fazer perguntas sobre o livro e com certeza isso vai acontecer com mais algumas selfies rsrs.

O livro é bem curtinho mas é super lindo e a editora fez um ótimo trabalho em investir no livro e no autor!

                                                                             Paula.

Livro: Os Assassinos do cartão-postal
Autor: James Patterson
Editora: Arqueiro
Páginas: 303
Avaliação: 4/5

Sinopse: "Jacob Kanon, um detetive da divisão de homicídios do departamento de polícia de Nova York, está muito longe de casa. Em sua longa viagem, já conheceu as mais belas cidades da Europa. No entanto, não é a paisagem que o atrai. Para ele, cada café, catedral ou museu é uma pista dos assassinos de sua filha.
A filha de Jacob, Kimmy, é apenas uma peça de um doentio e intricado quebra-cabeça. Amsterdã, Copenhague, Madri, Paris... Em toda a Europa, jovens casais são encontrados mortos com a garganta cortada. Os assassinos não parecem ter qualquer conexão, além de cartões-postais enviados para jornais locais dias antes da descoberta de cada crime.
Numa tentativa de salvar as próximas vítimas, Jacob vai se unir à jornalista Dessie Larsson, que acaba de receber um cartão-postal em Estocolmo. O que eles não imaginam é que os crimes têm um propósito bem diferente do que pensavam"

Então, O livro é um romance policial que nos apresenta Jacob Kanon, um detetive de homicídios do departamento de polícia de Nova York que investiga o caso "Assassinos do cartão-postal".
O livro todo conta 3 histórias que seriam as de Sylvia e Mac Rudolph que são os assassinos, Jacob Kanon e Dessie Larsson.

Conhecemos logo de início como funciona todo o esquema bem planejado de Sylvia e Mac para conseguir atrair as vítimas para seus quartos e logo em seguida matá-las. Sylvia e Mac são divertidos, sexy e muito interessante. Receber um convite para ir ao quarto deles parece ser uma promessa inquestionável de uma noite perfeita. Ambos são estudantes de arte e estão viajando por toda a Europa visitando museus e cometendo seus crimes.
Os dois assassinos tem sua "Marca" que seriam os cartões-postais enviados antes dos crimes por isso, foram nomeados como os assassinos do cartão-postal.

Enquanto isso, Jacob Kanon analisa cada foto tirada pelos assassinos que foram mandadas para os jornais locais e também analisa os cartões-postais tentando descobrir qual a mensagem que eles queriam transmitir com todos aqueles cartões-postais. Sua filha Kimmy e o marido dela foram mortos, encontrados com a garganta cortada em Roma e assim, a ira e ódio de Jacob foram despertados. Então a única coisa que Jacob mais deseja é vingar a morte da filha.

Em Estocolmo a jornalista Dessie Larsson vive mais um dia em seu trabalho, mas de repente Dessie recebe um cartão-postal e assim acaba atraindo muita atenção de todos a sua volta, imprensa e toda a população.
Logo em seguida tudo começa a se juntar e Dessie se junta a Jacob para enfim, capturar os assassinos para que não aconteçam mais mortes sem sentido.



Gente, e se eu disser que foi o terceiro romance policial que eu li? Eu sei! Isso é um absurdo! Mas eu nunca me interessei por esse gênero de livro, então não lia muito romance policial, mas logo após esta leitura eu passei amar romances policiais. A leitura desde livro é tão boa, e eu acho que cheguei a ir as 2:00 horas da manhã lendo, por que o suspense aumentava cada vez mais e eu queria saber o que iria acontecer depois e então ficava lendo até meus olhos começarem a se fechar devagar e eu perceber que o sono havia chegado.

Eu li este livro rápido mas demorei muito para fazer a resenha até por que já estou na metade de um outro livro hahah. Eu não sabia o que escrever na resenha por que eu não sabia como relatar a vocês como eu achei o livro fantástico!
Já que eu não li muitos romances policias eu acabei achando um pouco forte o livro por conter as partes dos assassinatos muito detalhados e eu como me considero muito medrosa já acabo ficando com um certo medo de tudo mas de qualquer jeito isso foi como uma iniciação para eu me adaptar com livros de terror por que livros de terror contém tudo bem mais detalhado.

Dessie e Jacob me cativaram, eu gostei dos dois e eles formaram um ótimo casal. Jornalista e detetive, pra mim deu a combinação perfeita. Os dois se ajudam no caso e eles são ótimos profissionais.
Dessie me cativou mais, acho que pelo fato dela ser inteligente e de sempre ter uma opinião formada sem mudar por nada, isso foram coisas que eu admirei nela e acho que seriamos grandes amigas colocando tantas coisas que temos em comum.

Agora falando sobre os assassinos- Sylvia e Mac. Eu acho que foi muito bem elaborado colocar um casal como os assassinos por que não é tão comum ver isto em livros ou em filmes de serial killer.
O autor poderia ter feito algumas modificações no passado dos assassinos por que acabou ficando uma pergunta minha que não quer se calar sobre o livro que o autor talvez tenha se esquecido de mencionar no fim do livro e isto foi um desastre por que a pergunta ficou flutuando no ar sem resposta. Acho que este foi o único ponto negativo no livro e nos assassinos.
Eu gostei deles e ficava sempre visualizando Mac por que muitas partes do livro relatam que ele é lindo, lindo, lindo e então, será que ele é tão lindo assim? alto do cabelo loiro? pois é! Eu acho que seria fantástico se criassem o filme deste livro, com certeza iria fazer sucesso.
Pretendo ler mais livros do autor, fiquei encantada com o livro e provavelmente ficarei com outros livros dele.



                                                                             
                                                                             Paula.

Oi gente, tudo bem? Finalmente fui assistir Cidades de papel e é realmente incrível!

Filme: Cidades de Papel
Diretor: Jake Schreier
Lançamento: 9 de julho de 2015
Avaliação Leitora Neurótica: 4/5
Avaliação da Imprensa: 3,3

"A história é centrada em Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e sua enigmática vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne). Ele nutre uma paixão platônica por ela. E não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro". Sinopse  Adoro Cinema 

Quentin Jacobsen acredita que todo mundo tem seu milagre e acreditava que o seu milagre era Margo, a misteriosa Margo com quem ele cresceu e se tornou muito amigo, mas logo após crescerem eles começaram a se afastar, desatando a amizade unida dos dois na infância.
Margo se tornou muito desejável, a garota que era invejada e que todas as meninas queriam ser como ela e Quentin era apaixonado por ela.


Ao contrário de Margo, Quentin queria viver a vida como todas as pessoas costumam viver. Nunca matará aula, só tirava notas boas, queria se formar em medicina e aos 30 anos de idade casar e ter filhos. Para Quentin era desnecessário correr riscos, até a noite que Margo invade seu quarto pedindo ajuda em seu plano de vingança.
Quentin se diverte como nunca se divertiu antes na vida. Margo traz Quentin ao maravilhoso mundo de Margo Roth Spielgelman.
Mas no dia seguinte Margo simplesmente desaparece.


O filme é fantástico! Eu amei cada cena e é óbvio que tivemos algumas modificações no filme, mas isso deixou o filme ainda melhor.
O filme se tornou muito engraçado com os amigos Radar e Ben interpretados por Justice Smith e Austin Abrams.



O final é totalmente diferente do livro mas isso não me deixou decepcionada, ao contrário, eu gostei do final por que no livro eu me decepcionei com o final, mas no filme não! Achei que combinou com toda a situação, mas é melhor eu não entrar em detalhe por que se não isso vai se tornar um spoiler rsrs.


Mas vou ser obrigada a dizer isso: Ansel Engort aparece no filme! O cinema inteiro gritou quando o viu e eu fui uma dessas pessoas! É óbvio que logo após assistir ao filme já vi que havia algumas pessoas comentando no facebook: "Olhá só, Augustus Waters não morreu"! Mas foi uma ótima ideia, foi como uma participação especial hahah.



Lendo o livro e comparando bem a Margo no filme, acho que Cara Delevigne não obteve um ótimo resultado interpretando a Margo, acho que ela não foi a verdadeira "ninja" falada no livro.

Mas em compensação, Nat Wolff é o verdadeiro Quentin Jacobsen. Foi uma ótima atuação e acho que gostei dele mais como Quentin do que Isaac em A culpa é das estrelas.
Nat Wolff deixou Quentin super engraçado ainda mais com a parceria de Ben e Radar que ficou ótima! Eu me diverti demais olhando o filme e dei boas risadas e tem mais, o filme também é recomendado para pais e adultos, pois meus pais foram junto comigo e os dois se divertiram e quando saíram do cinema não pararam de comentar sobre o filme e de como ele foi muito bem executado.

Bom gente, espero que tenham gostado da resenha e que vão assistir ao filme por que vocês vão adorar! E assistam ao trailer abaixo. Beijinhos e até a próxima!


Paula.

Oi gente, tudo bem?

Então, hoje preparei outra tag rsrs. Essa tag é muito divertida e faz um tempo que quero realizar ela.
A tag se chama "Café com sabor de livros" e foi criada pela Kah do blog Leitora Voraz. 

Então, vamos lá!


                             Café expresso: O livro que você está lendo no momento;



                                  Estou adorando a cada página! O autor simplesmente é fantástico!


                                  Capuccino: Um livro romântico, mas sem "mimimi";


                     Acho este livro fantástico! A história é linda e não tem o famoso "mimimi" rsrs;


                                         Frapuccino: Um livro ideal para ler no verão;


            Além de ser um livro hilário, a história toda se passa nas férias de verão de Greg Heffley


                                  Café curto: Um livro que você leu e achou muito forte;


Um romance policial misturado com um pouco de terror. Achei muito forte por que eles passam em detalhes como os assassinos matam.


                                     Café longo: Um livro infantil que você goste muito;


                              Acho o livro super divertido que contém muita fantasia, muita distopia :)


                                      Café Latte: O livro ideal para aquecer seu inverno;



Sei que o livro não tem muito haver com o inverno, mas este livro me deixa tranquila e calma como se realmente me aquecesse;


                Café mocchiato: Um livro que te deixou apaixonada pelo protagonista/herói;


Percy Jackson!!! Eu já era apaixonada pela mitologia grega e depois de ler sobre Percy Jackson nos livros de Rick Riordan foi demais!


                                      Café mocha: O livro ideal para ler antes de dormir;


                                                                  Contos de assombração


                                   Café coado: Um livro que combina com todos os momentos;


                           Nada melhor do que recordar um pouco sobre nossa família com este livro.

Bom gente, esta é a tag de hoje. Beijinhos e até a próxima!


                                                                               
                                                                                  Paula.

Categorias:

Oi gente, hoje decidi postar uma tag que eu havia realizado a algum tempo e ainda não havia postado. A tag chamada- Minha Estante- se baseia simplesmente em falarmos sobre os livros que eu tenho na minha estante com perguntas super divertidas! Caso queira realizar a tag no seu blog não tem problema.

Então, vamos lá!


1-Qual o livro da sua estante que você mais gosta? 


O livro que tem na minha estante que eu mais gosto é a Última Música de Nicholas Sparks eu cheguei a comprar o livro em miniatura para carrega-lo comigo. É um livro encantador que me fez refletir muito em muitas coisas relacionada com a família e eu simplesmente amo Nicholas Sparks, ele é fantástico e todos os livros dele que eu li até hoje são lindos e românticos, aliás pra mim ele é o rei do romance!



2- Qual o livro que tem a capa que mais lhe chama a atenção na sua estante?


O filho de Netuno de Rick Riordan me chama muita atenção por que sou louca por capas cheias de detalhes e desenhos, eu acho uma graça e na verdade toda a série de Percy Jackson tem a capa bem elaborada. Ainda não li o livro pois após o término de O Herói Perdido comecei a ler outros livros que estavam na minha estante a algum tempo e por enquanto este está um pouco abaixo na lista dos livros que eu quero ler.


3-Você tem uma coleção de livros na sua estante?Qual?



Bom, não são exatamente livros e sim mangás da Turma da Mônica Jovem (TMJ), é óbvio que eu tenho outras coleções como Diário de um banana, livros da Thalita Rebouças, a trilogia Divergente, a trilogia Jogos Vorazes etc. Mas a que eu mais amo demais, é com certeza a turma da Mônica pelo fato de eu ter acompanhado esta turminha dês de pequena e quando lançaram a TMJ mangá eu fiquei muito alegre por misturarem duas coisas que eu amo! Mangá e Turma da mônica.
Antes eu tinha apenas da 59 até a última lançada mas realizei uma ligação para a Panini que puderam me mandar a primeira até a 58 que eram as que estavam faltando.


4- Na sua estante tem gibis de super heróis? 


 
Claro! Tenho muitos gibis dos super heróis da Marvel, revistinhas e gibis de todos eles e é óbvio que eu leio todos principalmente os do Hulk!
Eu não leio muito os gibis da liga da justiça, realmente sou muito fã da Marvel e leio apenas os gibis de super heróis deles.


5- Qual o livro da sua estante que você menos gostou?

Sei que muitas fãs do livro podem me criticar mas eu realmente não gostei tanto assim de a culpa é das estrelas. Simplesmente por que todos já esperavam uma coisa e acontece outra que seria a morte de Augustus e acho que isso não era necessário sendo assim, faz parecer que todo romance deve ter uma morte para que todo o livro se torne um drama também e eu preferiria algo diferente disto.


6- Qual o gênero de livros que mais se encontra na sua estante?

Romance! Romance! Romance! Só de olhar para minha estante logo vai ver algum livro de romance e eu sou muito romântica há há então tudo isso se encaixa.


7- Você tem algum livro de auto ajuda na sua estante?


Tenho apenas um livro de auto ajuda mas o problema é que eu mesma não sabia que era de auto ajuda e acabei lendo e achei incrível, mas eu não gosto de livros de auto ajuda e não quero que isso se torne hipocrisia da minha parte então tenho apenas um livro de auto ajuda na estante.

Bom gente, espero que tenham gostado da Tag de hoje e amanhã tem mais uma tag que eu preparei para vocês há há, logo vão enjoar de tanta tag há há.

Beijinhos e até a próxima!


                                                                      Paula.


Categorias:

Oi gente, Tudo bem? Faz um tempo que eu não posto sobre o perfil de personagem e acabei me apegando a uma personagem da minha última leitura- Cartas de amor aos mortos- que é a Laurel! A personagem principal do livro.

*Laurel é uma garota calma, amável e um tanto ingênua que carrega consigo a tristeza de ter perdido  a irmã May e o divórcio dos pais.
 Laurel muda totalmente o jeito de ser após a morte da irmã e também muda de escola para que nenhum de seus amigos demonstrem piedade. Laurel acha que mudando de escola vai começar uma vida nova mas não é bem assim... A garota fica totalmente perdida sem amigos, com a família desestruturada e sem a irmã.  Ao longo do tempo, Laurel realiza novas amizades como Hannah, Natalie, Kristen, Tristan e sua secreta paixão: Sky- Saiba mais sobre o Livro clicando AQUI.


 Bom, como já comentei na resenha do livro, acho Laurel uma menina fácil de manipular, ela faria    tudo pela família e foi essa característica que mais me chamou a atenção na personagem. Ela se  importa realmente em ter uma família unida, mas não consegue juntá-la novamente depois de May  falecer e isso é realmente triste, aliás, ninguém consegue ficar longe da família certo?


Laurel faz uma certa coisa no livro que eu estou sempre fazendo, pessoas que não tem facilidade em criar novas amizades (Tipo: Eu) começam a fazer de tudo para poder ser amiga de apenas uma pessoa, a gente simplesmente quer se enturmar e realizar amizades para poder dizer- Aquela garota é minha amiga- e as vezes isso não é possível por que eu sempre tive uma dificuldade imensa para realizar amizades então isso foi uma opção para eu poder me enturmar, E não é fácil ser uma excluída que fica no canto da sala de aula observando tudo e a todos.
Eu gostei muito de Laurel e se eu estivesse no lugar dela, não agiria diferente. Eu iria tentar me enturmar de qualquer jeito por que realmente é difícil lidar com tudo sem nenhum amigo para poder contar as coisas e poder confiar. Seria muito difícil eu viver sem minhas irmãs, aliás elas são de fato minhas melhores amigas e isso seria como perder parte de mim e eu me sentiria igual a Laurel se sentiu ao perder May.
Outra coisa que gostei em Laurel foi que ela realmente tinha uma admiração pela irmã, após a morte dela, Laurel agia como ela, tentava ser corajosa e linda como May, tentava ser igual a ela, ela queria parecer com a irmã, ela realmente queria simplesmente que os outros percebessem que ela era tão inteligente, tão corajosa, tão linda como May, mas isso afetou em seu relacionamento com os amigos e o namorado que tinha uma quedinha por May e que se assustou de verdade ao ver Laurel agir igual a ela. Com certeza isso deveria ter sido um choque imenso.
Percebi que May não queria que Laurel percebesse que ela levava uma vida difícil após o divórcio dos pais, ela queria que Laurel tivesse admiração por ela e por isso nunca contou os obstáculos que estavam a sua frente para a irmã, Realmente foi uma parte que me emocionou do livro.
Estou satisfeita com o final do livro e com tudo que acontece com a Laurel depois, eu fiquei feliz! Eu torcia por ela por que ela foi a personagem que mais me chamou a atenção em características, qualquer outro poderia ter me chamado a atenção mas Laurel foi como se estivesse gritando em meu rosto para que eu a percebesse e de fato, eu a percebi!

Eu amei a personagem e se tornou uma das minhas personagens favoritas! Com certeza, vocês leitores também irão gostar de Laurel tanto quanto eu.


Bom gente, espero que gostem do post de hoje! Beijinhos <3


                                                                                 Paula.


Livro:  Cartas de amor aos mortos
Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Páginas: 344
Avaliação: 5/5



"Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. O que parecia uma simples  lição de casa logo se transforma na maneira de Laurel lidar com o seu primeiro ano em uma escola nova e com a família despedaçada depois da morte de sua irmã".

Eu li este livro faz quatro dias e ainda não consegui pensar em palavras para mostrar o quanto eu amei o livro. É tudo fantástico e maravilhoso que realmente comove qualquer leitor.

Laurel é uma menina muito amada e muito ingênua também que carrega consigo a tristeza de ter perdido a irmã May e o divórcio dos pais.
Laurel vive em um mundo triste sem sua irmã, sem sua companheira, sem sua melhor amiga, sem a pessoa da qual tinha a maior admiração, Laurel a amava mais que tudo existente no mundo e então de repente esse amor forte se torna simplesmente uma lembrança.
Laurel se culpa pela morte da irmã e de vez em quando vem um ódio de o por que sua irmã a deixou? 

Então com todos esses acontecimentos, Laurel muda de escola para evitar que as pessoas sintam piedade, ela acha que simplesmente vai começar uma vida nova longe da antiga escola mas não é bem assim. Laurel fica perdida na nova escola sem amigos, com a família desestruturada e sem sua irmã. Mas ao longo do tempo vai criando novos amigos como Hannah, Natalie, Kristen, Tristan e sua secreta paixão: Sky.


"Quando olho para Sky lembro que o ar não é apenas algo que existe, mas que se respira. Mesmo que esteja do outro lado do pátio, consigo ver o peito dele se movendo. Não sei porque, mas, neste lugar cheio de desconhecidos, fico feliz que Sky e eu estejamos respirando o mesmo ar. O mesmo ar que você respirou. O mesmo ar que May respirou."  Laurel, em sua primeira carta para Kurt.

Eu amei o livro do início ao fim, não tem nenhuma parte da qual eu não tenha gostado.  Acho que a autora quis passar que Laurel acaba adaptando as cartas como um diário, mas a única coisa que muda é o fato de serem cartas para pessoas que já morreram. De início quando vi o título do livro eu achei que fosse algo relacionado a terror, então já senti um medo mas não pude conter a curiosidade de lê-lo aliás, me apaixonei pela capa do livro.
Laurel vive um grande desconforto dentro da própria casa após a morte da irmã, ela sente a falta da irmã e sente muito a falta da mãe que após a morte de May, ela foi embora para a Califórnia.

Acho que Laurel é o tipo de garota fácil de manipular, basta fazer chantagem com ela e ela faz o que mandarmos, isso é um grande defeito em muitas garotas no mundo inteiro.

Laurel tinha tanta admiração pela irmã que por um momento tentou agir igual a ela e isso que chamou a atenção de Sky (a paixão secreta de Laurel) que tinha uma quedinha por May.

"Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos."

O livro é repleto de cartas que Laurel cria para pessoas que já morreram e eu fiquei mais fascinada ainda quando vi que Laurel escrevia cartas para Kurt Cobain que é o vocalista da Nirvana que eu também sou Fascinada.

Bom gente, espero que tenham gostado da resenha de hoje! beijinhos e até a próxima.


                                                                     Paula.

Tecnologia do Blogger.