Oi gente! Então é Natal não é mesmo? Minha data comemorativa favorita! Eu queria agradecer a vocês por estarem sempre aqui no blog, comentando, curtindo, visualizando e compartilhando tudo aqui do blog!

Mais um Natal chegou e mais um Novo Ano se aproxima e sinto o meu coração novamente feliz e pleno por ter vocês em minha vida. Neste Natal agradeça a Deus por tudo de bom e de ruim que lhe aconteceu, tenha pensamentos positivos e fique perto das pessoas que você ama!

Eu desejo, do fundo do meu coração, que o Natal de vocês seja cheio de amor e de paz. Natal é a ternura do passado, o valor do presente e a esperança de um futuro melhor. É comungar com as pessoas que amamos a fartura e o amor que nos foi dado pelo sacrifício de um homem que nasceu menino e subiu aos céus para sentar-se ao lado do Criador. É o desejo mais sincero de que cada coração se encha com bênçãos ricas e eternas e que cada caminho nos leve à paz. Boas festas para todos!Que o Ano Novo de vocês traga muitas coisas boas e muitas realizações.

Mais um ano chega ao fim, mais uma vez o espírito de Natal chega para suavizar os nossos dias, e trazer brilho e alegria para as nossas vidas.
Somos gratos e felizes por ter vivido mais este ano, e por ter tido a oportunidade de aprender e crescer, como profissionais e pessoas.

O nosso pedido especial para o próximo ano que se inicia é que a energia e as boas vibrações encham os nossos corações com o amor do Natal, e permaneçam sempre em nossas vidas. Afinal, o Natal é quando a gente quiser.
Vocês são meu tesouro, são minha vida, são meu tudo! Tenho certeza que este natal será inesquecível e cheio de cor, de amor e de alegria. Todos merecemos ser felizes. Um lindo natal para todos nós!

Agradeço por vocês estarem sempre presentes aqui no blog e desejo a vocês toda a alegria do mundo! O ano que está acabando pode ter trazido desafios para a sua vida, pode ter colocado difíceis obstáculos em seu caminho, mas tenha certeza de que o espírito do Natal e as luzes e boas energias que essa época do ano nos traz, irão curar tudo de mal que possa ter acontecido, e vão lhe reenergizar para começar um novo ano com muita força e ânimo de viver.

Que o próximo ano de vocês também seja cheio de alegria, já vou avisando que vou sumir um tempinho do blog haha, por que vou viajar e o lugar onde eu vou não tem internet, mas não se preocupem que eu VOLTAREI haha.

Tudo de bom para vocês meus leitores, vocês são quem dão vida ao blog! Beijinhos e Feliz Natal!


                                                                                  Paula.

Livro: A Herdeira
Autor (a): Kiera Cass
Páginas: 361
Editora: Seguinte
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia."

Oi gente, tudo bom? Hoje eu vim com a resenha do livro A Herdeira. Eu estou apaixonada por este livro e pela escrita de Kiera Cass, achei a Eadlyn muito chata e mimada para falar a verdade, mas mesmo assim o livro é fantástico.

O título é óbvio, que se refere a Eadlyn que é a primogênita de Maxon e America e herdeira do trono. 
Ela então, resolve fazer A Seleção com trinta e cinco garotos disputarão pela Eadlyn. Eadlyn é muito chata e mimada. Não deixa que ninguém mande nela e tenta fazer com que os garotos saiam correndo do palácio pois não quer que nenhuma seleção mude sua vida. Mas Eadlyn acaba se envolvendo com histórias dos pretendentes e se envolve com a história da vida de cada um deles.

Com o passar do tempo, Eadlyn pensa em seus modos, das coisas que pensava que eram verdades e que agora está em duvidas em muitas coisas. 
Enquanto isso, também tem a evolução de America que é uma rainha muito mais madura e que é amada pelo seus súditos enquanto Maxon está cansado e sente como é duro ser rei. 


Eu gostei muito do livro. Parabéns Kiera Cass por me fazer te considerar uma das minhas escritoras favoritas! Fiquei apenas pensando em America e Maxon velinhos. Isso me deixou triste por que para que a Eadlyn seja rainha, os pais dela precisam morrer, o que me deixou cabisbaixa. Mas isso não é um fator que estraga o livro. Claro que não, até por que na verdade as coisas são assim em lugares como Londres e Suécia. 

De início eu senti falta do romance todo que havia acontecido com America e Aspen que logo depois se apaixonou por Maxon e volta para Aspen novamente e fica essa coisa toda com quem America ficará? Senti muita falta disso por que Eadlyn é diferente de America. Ao contrário da mãe, a princesa não quer casar nunca e não quer que nenhuma seleção mude sua vida. Ela tenta fazer com  que os garotos que estão participando da seleção saiam do castelo, desistam de tentar conquistá-la e eu preferiria que ela fosse um pouco mais como America. 

Neste livro não tem nada sobre Aspen. Nadica de nada mesmo. Na verdade este livro parece que não é da série A Seleção por que caso você não tivesse lido os livros anteriores iria entender completamente este livro por que não tem de explicar nada. Tudo está claro, não tem nada que não entenderíamos.

Bom gente, espero que vocês tenham gostado da resenha, espero que vocês gostem da leitura e espero que vocês deixem um comentário avaliando essa resenha.

Beijinhos e até a próxima!



                                                                       Paula.

Livro: A Escolha
Autor (a): Kiera Cass
Páginas: 352
Editora: Seguinte
Avaliação: 5/5

Sinopse: A Seleção mudou a vida de trinta e cinco meninas para sempre. E agora, chegou a hora de uma ser escolhida. America nunca sonhou que iria encontrar-se em qualquer lugar perto da coroa ou do coração do Príncipe Maxon. Mas à medida que a competição se aproxima de seu final e as ameaças de fora das paredes do palácio se tornam mais perigosas, América percebe o quanto ela tem a perder e quanto ela terá que lutar para o futuro que ela quer. Desde a primeira página da seleção, este Best-Seller #1 do New York Times capturou os corações dos leitores e os levou em uma viagem cativante ... Agora, em A Escolha, Kiera Cass oferece uma conclusão satisfatória e inesquecível, que vai manter os leitores suspirando sobre este eletrizante conto de fadas muito depois da última página é virada.

Oi gente, tudo bom? Esse é o esperado fim da trilogia que só eu demorei muito para adquirir mas li em uma tarde.
Adorei o livro e vou entrar em detalhes em tudo. Se preparem! Vamos lá.

Em A Elite America se tornou uma das preferidas do Príncipe Maxon. Existiam trinta e cinco meninas e só seis haviam restado em A Elite, incluindo a America. A seleção continuava com apenas quatro garotas restantes, eram elas: Kriss, Celeste, Elise e America. Elas não são amigas, não conversam, não compartilham nada delas com as outras e todas elas tem o mesmo objetivo de conquistar o Príncipe Maxon.

America está cada vez mais confusa em relação a Aspen e Maxon, Ela ainda não foi sincera com nenhum dos dois e também não sabe quem escolher. Ela conhece o rei Clarkson que a odeia e faz de tudo para que ela seja eliminada da seleção, Ele tenta fazer de tudo para que ela seja punida e não participe mais.



Eu fiquei bem satisfeita com o final da trilogia. Eu amei o livro, amei a evolução dos personagens, amei a escrita de Kiera. Amei tudo!
Eu ri bastante com muitas coisas como também me emocionei com muitas coisas. Todo o livro é cheio de surpresas. Nós pensamos que vai acontecer alguma coisa e na verdade acontece outro.
Já comentei com vocês que meu gênero favorito é distopia e o livro é distopia por inteiro. Eu amo isso e  fiquei encantada com muitas coisas novas no livro.

Sei que eu dei a maior nota na avaliação desse livro por que eu realmente acho que merece, mas temos alguns fatores que não me agradaram no livro. Mesmo com o comentário "amei tudo!" que eu fiz, teve algumas coisas que eu não amei. Como por exemplo, teve algumas coisas que a Kiera pareceu jogar de qualquer forma no livro. Parecia que ela queria que as escolhas fossem logo desvendadas e eu sempre gostei de um pouco mais de suspense o que não teve muito no último livro da trilogia.

Eu já comentei na resenha de A Seleção bem aqui >> Resenha A Seleção. e na resenha de A Elite bem aqui >> Resenha A Elite que eu ficava irritada com algumas decisões que a America fazia, mas neste livro ela evoluiu muito, ela ficou mais sábia, ficou mais determinada, eu mudei completamente o meu conceito sobre a America neste livro. Ela realmente me surpreendeu com sua evolução.

Muito acham, como eu também achei, que o título a escolha seria sobre a escolha do Príncipe Maxon, mas na verdade não. O título se refere as escolhas de todos os personagens do livro, as escolhas mais importantes que eles tem de fazer como a America se decidir entre o Maxon e o Aspen.

Eu amei A Escolha e espero que vocês amem também por que é maravilhoso e vai fazer você ter uma série de sentimentos ao ler este livro, as fans da série vão adorar o fim e vão querer mais que nem eu. Que já estou me preparando para a Herdeira que é fora da trilogia eu acho.

Espero que vocês tenham gostado, beijinhos e até a próxima.


                                                                                Paula.


Livro: A Elite
Autor (a): Kiera Kass
Editora: Seguinte
Páginas: 360
Avaliação: 5/5

Sinopse: "A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.

America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz."

Oi gente, tudo bem? Finalmente eu consegui ler o segundo livro da trilogia " The Selection" que eu demorei muito pra conseguir mas, que mesmo com a demora, eu consegui!
Eu amei A Seleção e amei A Elite. Acho que provavelmente vou amar A Escolha. Descobri que até tem fandom para as fãs da Kiera Cass que se chama Keeks. Amei, amei, amei! Quando eu li A Seleção e agora após a leitura de A Elite eu percebi que a autora é maravilhosa e que ela não tinha mostrado do que era capaz. Eu me surpreendi com tudo que aconteceu no livro, no rumo da história, nas ações dos personagens, tudo! 

A Elite começa após os acontecimentos de A Seleção, que dá continuidade a escolha de Maxon e America também tem de lidar com os seus sentimentos, com o seu coração dividido, Aspen também está no palácio mas ela também deseja Maxon. Com o coração dividido entre os dois, ela também tem de lidar com as outras 5 garotas que ainda restam.

Em A Elite, nós percebemos também em que inúmeras vezes eles relatam sobre as questões políticas do país . Mas em relação ao ela ficar confusa e com o coração dividido entre Aspen e Maxon, eu prefiro o Maxon. Sério! O Aspen acaba me decepcionando muito em alguns momentos e a America se confundiu muito pois ela também teve dúvidas em relação ao caráter de Maxon, o que me deixou furiosa! QUERIDA! Maxon é o melhor! Haha, pelo menos eu acho amiga.

A America sempre arranja algo para embolar tudo na história, o que me irrita! Quando nós achamos que finalmente as coisas vão desembolar e vai ficar tudo as mil maravilhas, a America sempre arruma alguma coisa que acaba embolando toda a situação, deixando pior do que já estava. Essa menina é mais atrapalhada que eu, e olha que eu sou mega atrapalhada a ponto de tropeçar no próprio pé.

Eu amei o livro, e fiquei curiosa para ler A Escolha por que o final de A Elite foi bem inesperado e me surpreendeu bastante. Juro para vocês que não vou demorar tanto tempo com A Escolha por que eu comprei o box! *-* E agora vou poder ler e reler quantas vezes eu quiser. 

Tchau! Beijinhos e até a próxima.



                                                       Paula. 

Oi gente, tudo bom? Hoje eu vou dar três motivos para vocês assistirem a séries legendadas. Eu sempre assisto séries legendadas na Netflix ou na televisão. Eu acho bem melhor e vou falar aqui pra vocês por que é melhor!
Então, vamos lá!


1- Aprende a língua estrangeira.


Com filmes legendados é bem melhor para praticar o inglês principalmente. Várias pessoas tem muita dificuldade com o inglês exemplo disso sou EU! Mas fica bem mais fácil quando a gente assisti a séries legendadas, a gente acaba revendo palavras do inglês que aprendemos na aula ou no curso de inglês e isso ajuda bastante na hora da prova ou caso você viaje para fora. E eu amo inglês, mas tenho muita dificuldade em aprender, por isso sempre que eu vejo séries legendadas acabo sempre tirando dali alguma coisa.


2- As dublagens não passam a mesma emoção que o áudio original.



Sempre quando o ator faz uma cena ele precisa mostrar o que se passa com as expressões e tals, mas as vezes as dublagens inibem toda a encenação, por que as vezes a voz não combina ou não tem a emoção que o ator passa. Por isso o áudio original. com a voz do ator é bem melhor, assim a gente pode perceber todas as expressões na série.


3- A entrada musical da série


Eu sei que isso não tem tanto a ver, mas eu prefiro as entradas inglês do que em português, como a entrada de The big bang theory que faz mais sentido em inglês, óbvio! E em português não tem toda aquela animação como é em inglês, por isso.

Bom gente, espero que vocês tenham gostado e até a próxima!


                                                                                  Paula.

Anime: Another
Diretor: Tsutomu Mizushima
Ilustrador: Hiro Kiyohara 
Episódios: 12
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Há 26 anos, um incidente mudaria um colégio. A morte de uma estudante exemplar, comunicativa, bonita e simpática, muda o ciclo do colégio. Desde então a Sala 3 do 9° ano do ensino fundamental do Colégio Yomiyama da Zona Norte não é mais a mesma. Na primavera de 1998, um estudante de 15 anos, Sakakibara Kouichi, se muda de Tóquio para Yomiyama, a cidade natal de sua mãe, pelo fato de seu pai estar a trabalho na Índia. Pouco antes do início das aulas ele é internado com pneumotórax. É no hospital, após a visita de alguns dos seus futuros colegas de classe, que ele começa a sentir a atmosfera diferente que envolve a cidade e em especial o seu novo colégio. No hospital ele também conhece uma garota com um tapa olho. Kouichi percebe que somente a sua sala é diferente, e que algo estranho acontece ao seu redor, mesmo sem saber o por que. Aos poucos ele vai descobrindo o que houve na sala 3 do 9° ano, o incidente de 26 anos atrás, período que sua mãe estudava no colégio, na mesma sala. E aos poucos vai se deparando com terríveis acontecimentos".

Oi gente tudo bom? Hoje eu vim com um anime que aborda mais horror e que me fez arrepiar os pelinhos do braço.
O anime apresenta Sakakibara Kouichi, um garoto que se  muda de Tóquio para a cidade natal da sua mãe. Antes de ir para a escola ele é internado no hospital com pneumotórax e conhece uma garota chamada Misaki Mei, uma menina que usava um tapa-olho segurando uma boneca.

Quando Sakakibara começa a frequentar a escola, ele percebe que todos ignoram a menina de tapa olho, como se ela não existisse e algumas pessoas falam para Sakakibara não conversar com ela por que coisas ruins podem acontecer e então começam as mortes.
Então ele descobre sobre o segredo da sala 3 do 9° ano e então todos os alunos começam a ter mais proteção para que as coisas não aconteçam com eles.

Mas nenhuma das proteções de fato protegem os alunos e as mortes continuam, então Sakakibara, Misaki e seus amigos tentam fazer algo para acabar com essa maldição.




O anime é bem assustador e eu quase desisti de ir até ao fim com ele, aliás como eu já comentei aqui no blog, eu sou bem medrosa e assistir a um anime de terror todos os dias me deixou bem neurótica de fato, olhando pra tudo que é lado pra ver se tem alguém ali haha.

Eu gostei de tudo no anime, até foi um milagre eu gostar de alguma coisa que envolva mortes e sangue por que eu chego a repugnar só de olhar, mas o anime é realmente muito bom! Ele aborda coisas que nem eu mesma pensei ser possível que alguém imaginasse (não se se isso fez sentido mas ok) e o anime também é bem doido, no sentido meio que psicótico, mas é algo que conseguiu me prender.

Só um problema que e deixou meia confusa com a lógica do Bullying, a turma do nono ano realmente tinha medo e então fingiam que nada tinha acontecido com a Misaki, e o Sakakibara não estava na época disso tudo e por que o culparam? Isso é meio esquisito, me deixou um pouco confusa e eu acho que embolei um pouco da história, mas isso não fez com que eu diminuísse a nota da avaliação por que eu realmente gostei do anime.

Espero que vocês tenham gostado da resenha e que assistam ao anime, tenho certeza que vocês vão gostar, podem até sentir um arre piozinho, mas vão gostar rsrs.

Beijinhos e até a próxima!!!


                                                          Paula.

Livro: Will e Will
Autor: John Green | David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas:352
Avaliação: 5/5

Sinopse: Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome. E, aparentemente, apenas isso os une. Mas mesmo circulando em ambientes completamente diferentes, os dois estão prestes a embarcar em um aventura de épicas proporções. O mais fabuloso musical a jamais ser apresentado nos palcos politicamente corretos do ensino médio.

Oi gente! Tudo bom? Eu demorei muito pre postar no blog por que eu estava presa a uma leitura SUPER show! E eu demorei muito pra realizar a resenha, mas cá estamos nós! Com uma resenha, com uma opinião e com um livro maravilhoso!


Will e Will é um livro narrado em primeira pessoa pelos dois Will Grayson, então, é um capítulo para cada um, onde cada um relata sobre os acontecimentos do seu dia-a-dia. No Início eu estava bem confusa com o livro por que eu comprei ele do Avon, então os livros sempre vem um pouco diferente e isso acabou atrapalhando um pouco na minha leitura, eu me confundi até chegar o momento em que os dois se encontram que eu já não sabia a história de cada um, então eu tive que voltar do início e entender que eram dois Will que relatavam as histórias, cada um com um capítulo, e já aprendi a lição de não comprar mais livros do Avon rsrs.

No início do livro, Will nos mostra que é difícil ter amigos de verdade, escolher amigos de verdade e que algumas escolhas de amigos podem afetar na amizade, na relação.

"...você pode escolher a dedo seus amigos e pode meter o dedo no próprio nariz, mas não pode meter o dedo no nariz do seu amigo." - pág 9

Will conta sobre os seus amigos, Tiny Cooper um garoto homossexual e Jane uma garota um pouco despojada. Will não falou com Tiny por um tempo mas eles voltam a se falar e até de um musical de Tiny, Will participa, o musical Tiny Dancer

Tiny costuma tentar arranjar namoradas para Will, mas Will nunca quer namorar e ele tem uma quedinha por Jane, e mesmo com todas as oportunidades para chegar perto dela, ele não soube aproveitá-las.


Com uma história totalmente diferente aparece quem? Will! O outro Will Grayson, um garoto gay que não se assume, que tem depressão e sofre muito com isso, com o abandono do pai e a despreocupação de sua mãe. Will não tem muitos amigos, costuma ficar sozinho e pensar em morrer ou a matar a todos.
Will costuma conversar com Maura, uma amiga que sente um amor platônico por Will.
Will sabe sobre o amor de Maura, mas ele não quer nada com ela, e não sente uma amizade grandiosa entre os dois, ele apenas não quer magoá-la.

"vivo constantemente dividido entre me matar e matar todos à minha volta." - pág. 32

Will só fica alegre, diferente, com sentimentos e de fato apaixonado quando está conversando com Isaac, seu amigo virtual, Will é apaixonado por ele e se sente correspondido.


Eu tirei do livro meus personagens favoritos e o meu preferido de todos é Tiny Cooper, o fabuloso Tiny Cooper! Ele é animado, engraçado e se preocupa com as pessoas que gosta e eu achei ele fantástico, e claro, F-A-B-U-L-O-S-O! 
Tiny deixa o livro mais colorido, mais animado, mais tudo! Tiny é tudo!

Achei Maura muito chata! Garota pegajosa demais, mesmo que se considere melhor amiga de uma pessoa, eu mesma me senti pressionada só em ler como ela é pegajosa e quer saber de tudo sobre a vida de Will, e quando Will não conta algo pra ela, ela surta, entra em pânico, isso me irrita um pouquinho por que eu não iria gostar de ter uma pessoa assim do meu lado.

Enfim, o livro é maravilhoso, é lindo, é tudo como Tiny Cooper rsrs. Eu adorei e entrou para minha lista dos favoritados, eu ainda não havia lido nenhuma obra de David Levithan, mas foi uma ótima dupla, John e David, eu adorei o livro e pretendo ler ele mais do que uma vez!!!!

Beijinhos e até a próxima!



                                                    Paula.

Tecnologia do Blogger.