Livro: A Herdeira
Autor (a): Kiera Cass
Páginas: 361
Editora: Seguinte
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia."

Oi gente, tudo bom? Hoje eu vim com a resenha do livro A Herdeira. Eu estou apaixonada por este livro e pela escrita de Kiera Cass, achei a Eadlyn muito chata e mimada para falar a verdade, mas mesmo assim o livro é fantástico.

O título é óbvio, que se refere a Eadlyn que é a primogênita de Maxon e America e herdeira do trono. 
Ela então, resolve fazer A Seleção com trinta e cinco garotos disputarão pela Eadlyn. Eadlyn é muito chata e mimada. Não deixa que ninguém mande nela e tenta fazer com que os garotos saiam correndo do palácio pois não quer que nenhuma seleção mude sua vida. Mas Eadlyn acaba se envolvendo com histórias dos pretendentes e se envolve com a história da vida de cada um deles.

Com o passar do tempo, Eadlyn pensa em seus modos, das coisas que pensava que eram verdades e que agora está em duvidas em muitas coisas. 
Enquanto isso, também tem a evolução de America que é uma rainha muito mais madura e que é amada pelo seus súditos enquanto Maxon está cansado e sente como é duro ser rei. 


Eu gostei muito do livro. Parabéns Kiera Cass por me fazer te considerar uma das minhas escritoras favoritas! Fiquei apenas pensando em America e Maxon velinhos. Isso me deixou triste por que para que a Eadlyn seja rainha, os pais dela precisam morrer, o que me deixou cabisbaixa. Mas isso não é um fator que estraga o livro. Claro que não, até por que na verdade as coisas são assim em lugares como Londres e Suécia. 

De início eu senti falta do romance todo que havia acontecido com America e Aspen que logo depois se apaixonou por Maxon e volta para Aspen novamente e fica essa coisa toda com quem America ficará? Senti muita falta disso por que Eadlyn é diferente de America. Ao contrário da mãe, a princesa não quer casar nunca e não quer que nenhuma seleção mude sua vida. Ela tenta fazer com  que os garotos que estão participando da seleção saiam do castelo, desistam de tentar conquistá-la e eu preferiria que ela fosse um pouco mais como America. 

Neste livro não tem nada sobre Aspen. Nadica de nada mesmo. Na verdade este livro parece que não é da série A Seleção por que caso você não tivesse lido os livros anteriores iria entender completamente este livro por que não tem de explicar nada. Tudo está claro, não tem nada que não entenderíamos.

Bom gente, espero que vocês tenham gostado da resenha, espero que vocês gostem da leitura e espero que vocês deixem um comentário avaliando essa resenha.

Beijinhos e até a próxima!



                                                                       Paula.

Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.