Livro: A Mais Pura Verdade
Autor (a): Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 221
Avaliação: 5/5

Sinopse: "NUNCA É TARDE DEMAIS PARA VIVER A MAIOR AVENTURA DA NOSSA VIDA.
Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha.
Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças.
Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram.
Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça.
A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável."

Oi gente! Tudo bem? Hoje eu vim com a resenha de um livro que me fez rir, me fez chorar, me fez ficar aflita com tudo que o personagem teve de passar e me fez ficar encantada. Esse é um livro diferente com uma história diferente e fascinante que com certeza você não pode deixar de ler.

O livro nos apresenta Mark, um garoto de doze anos que tem câncer. Cansado de todos os tratamentos que ele tem de fazer e cansado da sua doença ele decidi fugir de casa e ir a diversas aventuras junto com seu cachorro Beau, uma maquina fotográfica, um caderno, uma caneta e uma passagem só de ida de trem. O motivo da sua fuga não é só o fato de estar cansado de sua doença, mas sim por que o principal objetivo desta fuga é escalar uma montanha nem que seja a última coisa que ele faça. 

"— (...) Mas é o que ele tem. E os hospitais são um saco. E os tratamentos são um saco. Os amigos vendo isso tudo são um saco. Ver seus pais chorarem é um saco. Então, talvez ele só queira escalar uma montanha e desaparecer".

Sinceridade? Sempre quis ler este livro e por mais que nunca tenha dito pra ninguém que queria mesmo ler este livro acabei ganhando de presente. Mesmo que eu quisesse ler este livro mais que qualquer outro livro ainda tinha aquele receio que todo leitor tem de ler o tão esperado livro e acabar não gostando. Deixei ele na estante e comecei a ler outros livros, ou seja, eu estava fugindo desta leitura que acabou por me surpreender. Quando eu finalmente decidi pegar ele e ler com bastante atenção fiquei brava comigo mesmo por ter deixado ele de lado. Apesar de já saber um pouco da história antes de ler o livro surgia outro receio de ficar DESTROÇADA pelo fato se um menino de doze anos ter uma das piores doenças e fugir de casa. Mas tudo bem não é? Humanos erram. 

Os capítulos são bem curtos e isso deixa a leitura mais leve e mais gostosa de se ler. O personagem principal te cativa, te emociona e também te faz sorrir. E sem se esquecer de seu fiel escudeiro, seu cão Beau, uma fofura de cão, aquele cão que de fato pode ser chamado de melhor amigo do homem. Sempre acompanha Beau e está disposto a ir até o final com Mark. Os capítulos são alternados pela visão de Mark em primeira pessoa e pela visão de Jess, sua melhor amiga, em terceira pessoa. 

O livro não é enjoativo, não te deixa com tédio em nenhuma parte e em nenhum capítulo. Na verdade cada vez mais você vai ter vontade de ler só mais um capítulo e num piscar de olhos você vai terminar de ler o livro. Vai ficar na maior bad depois de terminar de ler ele por que é realmente um livro incrível que vai te dar uma boa lição de moral.

Bom gente, espero que vocês tenham gostado e que digam a mais pura verdade sobre a resenha nos comentários! Beijos e até o próximo post.


Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.