Livro: O Despertar do Príncipe
Autor (a): Colleen Houck 
Editora: Arqueiro
Páginas: 377
Avaliação: 5/5 

Sinopse: " Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade. Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: Só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem. Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: Uma múmia - na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos. A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amom até o Vale dos Reis, no Egito, em busca de seus outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth".

Oi gente!!!! Tudo bem com vocês? Finalmente eu vim com a resenha do livro da Colleen Houck!!! Uhul! Eu me prendi muito a esse livro, quem me segue no twitter percebeu que eu não parava de postar sobre esse livro, mas finalmente vim com a resenha!! 

O livro é narrado em primeira pessoa pela Liliana Young. Liliana tem pais rico, tem uma vida que todo mundo gostaria de ter, só usa roupas de grife. É claro que, para ter tudo isso os pais dela implantaram regras que seriam fazer amizades só com quem eles aprovarem e só tirar notas altas no colégio. Ela costuma ir no museu ali perto, e um dia na seção egípcia, encontra uma múmia - Um príncipe - que acabará de despertar e precisa despertar seus outros dois irmãos para completar a cerimônia e manter por mais 1.000 anos longe o maligno deus Seth. 

"Uma emoção impossível de conter crescia dentro de mim. Minha vida tão estruturada estava fugindo do controle" 

O livro é surpreendente. Eu nunca tinha lido nada a respeito do Egito, nem nada sobre deuses Egípcios, mas depois de ler este livro já não quero mais um deus grego pra mim, quero um deus egípcio!!! 

A mudança dos personagens no decorrer do livro é incrível e fica melhor ainda. No decorrer do livro, Liliana deixa de ser uma covarde diante do ponto de vista dela e passa de ser Liliana e vira Lily, uma aventureira que tem emoções, que chora por um príncipe egípcio, que vai em busca de aventura e que não se deixa levar por qualquer medo. O que falar a mais dessa personagem que me encantou tanto? Lily (antes de ser Lily) era muito medrosa, deixava seus pais resolverem todos os seus problemas e isso a mantinha praticamente presa dentro de si, ela não tinha voz para falar o que queria. A partir do momento que vai em busca de uma aventura para quebrar essa descrição de certinha que deixa os pais resolverem tudo ela muda completamente. 

E Amom? Ele com certeza absoluta é o meu personagem favorito de todos os livros que já li até hoje. Ele se preocupa com Lily, mesmo quando ele precisa da energia dela ele protege ela com todas as forças que tem, não deixa ninguém tentar encostar um dedo nela e vocês já imaginam no que essa preocupação leva não é? Dês do momento em que eles se encontram pela primeira vez, percebe que vai acontecer um romance ali!!!! O que na minha opinião de romântica deixou o livro melhor ainda! 

Eu comprei esse livro no ano passado na feira do livro de Porto Alegre. Confessando aqui pra vocês, quando eu comprei esse livro nem me entusiasmei por que não parecia ser algo que ia me surpreender, digamos que eu comprei só por comprar. Depois de praticamente um ano, eu peguei esse livro pra ler e não estava esperando essa surpresa que me invadiu. Uma mistura de romance, ação, aventura e Egito! 

O livro é dividido por 3 partes, no início de cada parte tem umas duas ou três páginas narradas em terceira pessoa, contando um pouco de onde surgiu essa ideia de três príncipes se sacrificarem a cada 1.000 anos para manter longe do mundo o terrível deus Seth, o deus do caos. Depois começa a narrativa da Lily e é um dos melhores livros que eu vi narrado em primeira pessoa por que a Lily observa tudo, ela sente o que os outros sentem então isso não deixa a leitura desinteressante sendo vista somente do ponto de vista dela, na verdade ela consegue observar o ponto de vista de cada um dos personagens e isso deixa a leitura bem mais envolvente. 

O final do livro na realidade não tem um "final", ele deixou por ser esclarecido no segundo livro da autora que é O Coração da Esfinge que eu pretendo comprar em breve! Nas últimas páginas tem um pequeno trecho do seu segundo livro e já me deixou ansiosa pra ler ele!

Bom gente eu espero muito que vocês leiam este livro por que eu tenho certeza que vocês vão amar tanto quanto eu amei! Super beijos!!


                                                   Paula.

Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.