Filme: A Bela e a Fera
Data de lançamento: 16 de março de 2017
Diretor: Bill Condon
Elenco: Emma Watson, Dan Stevens, Luke Evans, Josh Gad...
Gêneros: Fantasia, Romance, Musical
Nacionalidade: EUA
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade dele. No castelo, ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é, na verdade, um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana."

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu vim com a resenha do filme A Bela e a Fera!! Uhull! Eu fui assistir no dia 16 aqui no shopping da minha cidade e confesso que pensei que o cinema estaria lotado na estreia, porém tinha bem poucas pessoas e muitas que assistiram, não só aqui no RS, mas eu outras cidades e outros estados criticaram o filme muito mal. A resenha de hoje vai falar um pouco sobre isso também. 

Quem nunca viu a animação da Disney, A Bela e a Fera não é mesmo? Bela, que vive na França, aquela garota avançada, que ama ler, que não quer apenas uma "vida normal no interior". E temos a fera, o lindo príncipe que era egoísta, mimado e só pensava em si que negou abrigo a uma senhora e descobriu que de senhora não tinha nada e era uma linda feiticeira que lhe lançou um feitiço - o transformou em fera - e só depois que aprendesse a amar e ser amado seria libertado desse feitiço, mas só se a última pétala da rosa que lhe dera não cair. E o pai de Bela, Maurice, um inventor que vai para uma viagem, se perde e vai parar justamente no castelo da fera, no qual se torna prisioneiro. Bela que vai atrás do pai e troca de lugar com ele para que ele fique bem em casa. Bela fica prisioneira de fera e descobre que tudo no castelo tem vida! E Gaston, aquele cara que tem um amor próprio maior do que qualquer coisa e que jura que Bela será sua esposa! 

Quem não conhece essa história? É um clássico da Disney que agora tem versão live-action nos cinemas!!!! 
O filme trás nossa querida Emma Watson que interpreta a Bela (e será nossa eterna Hermione Granger) que chamou bastante a atenção das pessoas para assistir ao filme. E quem aí não percebeu que o nosso eterno MAGNETO, sim, MAGNETO (ian mckellen) é Cogsworth, o relógio? Muitas novidades nessa versão live-action de A Bela e a Fera e a polêmica do personagem gay. 


"São os seus defeitos que fazem de você uma pessoa única"

O que dizer sobre essa versão da minha princesa da Disney preferida? O que dizer? Será que eu tenho mesmo palavras pra dizer o quanto eu amei?!
Eu demorei pra fazer essa resenha justamente por que não sabia definir o quanto eu gostei de ver minha princesa preferida em carne e osso (ainda mais como Emma Watson! Me segura!).

A versão live-action é igual a animação, como Cinderela e Mogli. As músicas do filme são idênticas as da animação, tem algumas músicas a mais em algumas cenas, musicas que no caso não tem na animação, mas ficaram incríveis! E eu é claro, já sei cantar todas as da animação, óbvio que vou aprender as que foram adicionadas ao filme também, ou não me chamo Paula - A maior fã de A Bela e a Fera. 

O mais legal que eu achei do filme foi que o diretor decidiu incrementar em coisas que não aparecem na animação e deixa o telespectador sem o pingo do i, como por exemplo, o que aconteceu com a mãe da Bela? Por que ela mora apenas com o pai? Como o príncipe realmente era antes de se tornar a fera? Quem eram amigos do príncipe e o abandonaram quando se tornou fera? E por que o abandonaram? Todas essas perguntas são respondidas no filme com maiores detalhes e eu achei isso maravilhoso por que ninguém quer sair do cinema com mil e uma dúvidas não é mesmo?

E os personagens? Maravilhosos, sim ou claro? Emma Watson tem o dom de parecer que foi feita para ser tal personagem, e foi exatamente assim que funcionou com a Bela. Não só com a Bela não é mesmo? Sam de As vantagens de ser invisível, Hermione Granger de Harry Potter e assim vai indo. Ela incorpora Bela maravilhosamente perfeita, não tenho outra palavra para definir isso. 
A fera é igual a fera da animação também! Dan Stevens faz o telespectador se apaixonar por sua atuação (e de fato sua beleza, não me julguem haha) e também interpretou a fera perfeitamente! E Gaston! Igual! Gente, me apavorei com a semelhança do personagem da animação, Luke Evans interpreta um Gaston idêntico ao da animação, porém mais maligno ainda, não vou dizer o que é que ele faz em uma cena que me deixou morrendo de raiva, mas se preparem!

E a feiticeira? Prestem atenção no filme, por que ela aparece em vários momentos do qual nós não vamos perceber, nem vamos notar ou suspeitar e só no final aparece quem era ela. 

E agora o assunto mais polêmico do filme: O personagem gay. 
Na minha opinião uma palhaçada terem aumentado a faixa etária do filme por conter um personagem gay, não acreditem quando vi a notícia e sinceramente, não tem absolutamente nada demais. 
O personagem gay e ninguém mais que LeFou, o grande amigo de Gaston que mostra ter uma grande admiração por ele (e isso de fato aparece na animação não é?), porém a cena que realmente mostra que LeFou é gay aparece somente no final do filme, quando todos já estão bem no castelo e Bela e o príncipe casam. A cena é somente LeFou trocando sua parceira na dança por um homem e os dois trocam um olhar significativo, nada mais que isso, até por que não chega a 10 segundos esta cena. Alguma coisa demais para uma criança? Acredito que não! Na minha opinião qualquer forma de amor é bem vinda e qualquer pessoa que gosta de pessoas do mesmo sexo deve ser respeitada, até por que se ama é o suficiente e é claro que todas as crianças devem saber disso e respeitar todos. Não teve beijo gay, mas e se tivesse? Seria errado? Teve beijo da Bela e do príncipe, mas isso não é errado, certo? Foi uma coisa que realmente me revoltou, além disso teve pessoas que mentiram em comentários que teve beijo gay! Gente, tem necessidade disso? Acho que não!

Bom meus amores, essa foi a resenha da versão live-action de A Bela e a Fera! Super beijos e até o próximo post!


                                                          Paula.

Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.