Livro: Harry Potter e a criança amaldiçoada
Autor (a): J.K Rowling
Editora: Rocco
Páginas: 328
Avaliação: 2,8/5

Sinopse: "Sempre foi difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele é um sobrecarregado funcionário do Ministério da Magia, marido e pai de três crianças em idade escolar. Enquanto Harry lida com um passado que se recusa a ficar para trás, seu filho mais novo, Alvo, deve lutar com o peso de um legado de família que ele nunca quis. À medida que passado e presente se fundem de forma ameaçadora, ambos, pai e filho, aprendem uma incômoda verdade: às vezes as trevas vêm de lugares inesperados. Ansiosamente aguardado por milhões de fãs, o oitavo livro da saga de maior sucesso de todos os tempos chega às livrarias de todo o Brasil no dia 31 de outubro, em edições brochura e capa dura. Harry Potter e a criança amaldiçoada é a edição impressa do roteiro de ensaio da peça escrita por J.K. Rowling em parceria com Jack Thorne e John Tiffany, que está em cartaz em Londres e se passa 19 anos após os acontecimentos narrados em Harry Potter e as Relíquias da Morte."

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu trago a resenha do oitavo livro de Harry Potter! O livro que ultimamente vem dando o que falar e várias pessoas fazendo críticas negativas sobre o livro e aqui no blog não vai ser diferente.

O livro se passa dezenove anos depois da batalha de Hogwarts. Harry agora é casado com Gina, trabalha no ministério como Diretor de execução das leis da magia e tem três filhos: Tiago Sirius, Alvo Severo e Lílian Luna. Por conta de seu trabalho, Harry não consegue dar tanta atenção a família e quem mais sofre com sua ausência é Alvo. 

Alvo Severo entra em seu primeiro ano em Hogwarts, ansioso e muito nervoso, temendo não ser mandado para Grifinória e é exatamente o que acontece. Alvo é mandado para Sonserina e se sente um completo traidor dos Potter. Além disso, Alvo não é como Harry - Corajoso, heroico - e por isso é alvo de piadas e comentários maldosos. Com isso, Alvo começa a odiar ser filho de Harry Potter e o peso que carrega por isso. 

Com todo esse rancor, Alvo decidi voltar no tempo com seu melhor amigo, Scorpius Malfoy, filho de Draco, para salvar a vida de Cedrico Digory, mas a cada vez que fazia isso (sim, foi mais de uma vez que ele tentou) acabava mudando drasticamente o futuro, no qual em um momento Scorpius Malfoy retorna em um futuro comandado por Voldemort, onde Harry foi morto e não existe Alvo Severo Potter.

O fato é: Será que tudo voltará ao normal após Alvo cometer tal ato? Será que eles vão conseguir colocar tudo em ordem novamente?


Primeiramente: O livro na verdade são falas de teatro, já alertando aqueles que esperam uma história com capítulos, realmente me decepcionei ao abrir o livro e me deparar com isso. 

Eu realmente fiquei fascinada ao saber que existiria uma oitava sequência de Harry Potter, que ia ter teatro e tudo mais. Fiquei realmente louca pelo livro, esperando encontrar uma história fascinante, aliás é HARRY POTTER! J.K ROWLING. Mas foi uma enorme decepção ler este livro, foi uma leitura cansativa de tantas voltas no tempo. 

Meu ódio e repugnância por Alvo Severo Potter é enorme. Tudo que sinto por Harry, por seu heroísmo e por tudo o mais nunca vou conseguir sentir por Alvo. Ele simplesmente é uma criança extremamente egocêntrica e teimosa, se encaixa perfeitamente na Sonserina: FATO. Mas a pergunta é: Por que J.K? É claro que poderia ter ampliado esta história, colocado coisas de fato importantes, na verdade poderia mudar a história por completo por favor. 

Amos Diggory também despertou enorme fúria. É claro que entendo sua falta do filho, quem não sentiria? Mas por a culpa em Harry depois de tanto tempo? Depois de 21 anos? 
Criei enormes expectativas para este livro por eu amar a saga Harry Potter, por ser, na minha opinião, a melhor que existe, por ser recheada de aventuras incríveis e de personagens incríveis também, mas este livro foi uma enorme destruição. 

A minha nota não é zero por que poh! Ainda abordo o contexto: É um livro de Rowling! Mas sinceramente foi uma enorme decepção.

Essa foi a resenha de hoje gente! Super Beijos e até o próximo post! 


                                                     Paula.

2 Comentários

  1. Oii
    Concordo em partes com você: a história poderia ter sido muito melhor abordada, do modo como foi feito ficou cansativo e repetitivo, e o mundo bruxo foi pouquíssimo explorado, mas ainda assim temos Harry Potter, e um pouquinho de Rony e Hermione...
    bjs
    Diovana
    livroslapiseafins.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Diovana!
      Claro, ainda temos Harry Potter e um pouquinho de Rony e Hermione, mas foi tão triste ter um personagem (que não fosse Voldemort, nem comensais da morte) odiando Harry, ainda mais seu próprio filho por um momento.

      Super Beijos <3

      Excluir

Tecnologia do Blogger.