De olhos fechados
Autor (a): Lavínia Rocha
Editora: D'Plácido
Páginas: 253
Avaliação: 5/5

Sinopse: "Ignorar é a solução" foi o que pensou Cecília quando alguns papéis começaram a surgir no seu quarto, na bolsa e nos seus livros. O que seriam aquelas ameaças e informações sem nexo? Quem estaria mandando? Como se não bastasse, a cada que os lê, uma imagem passa em sua mente. Talvez isso pudesse ser menos estranho se Cecília não fosse cega desde o dia que nasceu.
Para desorganizar ainda mais sua vida, Tiago - o garoto novo da escola - começa a balançar seu coração e a faz com que sinta o que ela jamais sentiu. Sua dificuldade agora é acreditar no que sempre tentou passar às pessoas: ser cego não é sinônimo de limitação e tristeza.
Entre os desafios do dia-a-dia e da adolescência, Cecília se vê envolvida em um mistério que pode afetar sua vida e de todos os belo-horizontinos, e ela não vai descansar até descobrir - e entender - um grande segredo do passado da cidade que os livros de História jamais ousaram contar". 

Oi gente! Tudo bem com vocês? Hoje eu trago mais uma resenha do livro De olhos fechados! É o segundo livro que eu leio da autora e devo admitir que é mais um livro incrível <3 

O livro é narrado em primeira pessoa pela Cecília, uma adolescente de quinze anos que é cega, isso mesmo, nossa protagonista é cega. Por mais que Cecília tenha essa deficiência visual, ela consegue determinar as coisas pelo cheiro e é bem independente. 
Cecília começa a receber alguns papéis bege que ela não sabe como, da onde e quem os manda, com algumas ameaças e algumas pistas a seguir com lugares e frases e braile, porém ela decidi ignorar estes papéis e seguir a vida, por mais que isso acabe despertando curiosidade nela. 

Além disso, Cecília conhece o novato da escola, Thiago, que senta junto com ela na sala de aula e que começa a virar amigo de Ceci e acaba se interessando por ela, como ela também se interessa por ele (ah o amor <3). 


- Tudo bem, agora pode falar. Qual é o problema? - Luna perguntou da porta.
- Eu sou cega. 


Esse livro é autêntico, isso eu posso afirmar. Ele é único, uma leitura fofa e apaixonante, com ideias espetaculares que a autora abordou. Primeiramente, a personagem principal do livro é cega e esse é o ponto que deixa o leitor maravilhado por ser difícil encontrar um protagonista cego (este é o primeiro livro que leio com a protagonista cega!). 

No início do livro, mesmo tendo a presença dos papéis bege o livro inteiro, pensei que seria uma trama mais no estilo de extraordinário, aquele livro que mostra o cotidiano de uma pessoa cega (no caso do August, uma deformidade facial), que mostra como é difícil viver daquele jeito, como as pessoas sentem pena e coisas relacionada a isso, mas apesar de abordar um pouco disso, tem mistério e suspense no livro relacionados aos papéis bege. Realmente, no início do livro, vemos o cotidiano de Cecília que mora com seu pai e sua irmã Luna, sobre suas amizades na escola e sua melhor amiga Bianca e quando ela conhece Thiago. Mas depois disso, mostra ela desvendando o mistério dos papéis bege e por que eles estão aparecendo pra ela, então é uma mistura interessante de gêneros, romance, suspense, drama...

Em relação ao Thiago, que personagem! Please exista! Thiago é persistente em demostrar o quanto gosta de Cecília, mas ela não quer admitir que ele gosta dela e que ela sente o mesmo só por ser cega, Ceci não consegue acreditar que um menino como Thiago realmente goste dela. Mas Thiago é persistente em demostrar tudo o que sente e conquistar Cecília. 

Aliás, todos os personagens são extremamente cativantes. Luna, a irmã de Ceci é um doce, Bianca, sua melhor amiga é aquele tipo de amiga que nós queremos levar para a vida! O pai de Cecília também é maravilhoso e é legal colocar esse assunto onde o pai cuida das filhas sem a mãe, faz o papel de mãe também. Thiago, claro, é o personagem que faz nos faz apaixonarmos por ele, trata Cecília igual trata as outras pessoas e isso foi o que despertou uma alegria em Cecília e um prazer de estar em sua companhia. E é claro, Cecília! É uma personagem incrível, que se mostra super independente por mais que seja cega, dedicada, carinhosa, leitora e corajosa!!

Este livro é incrível por abordar tantos assuntos reais e também mistérios que prendem o leitor! <3 

Espero que tenham gostado da resenha de hoje! Beijos e até o próximo post!

Paula Nunes. 

Deixe um comentário

Tecnologia do Blogger.